Maquininha de cartão e as taxas que você precisa conhecer

Cada vez mais pessoas preferem efetuar os seus pagamentos no débito ou crédito, por isso a maquininha de cartão, hoje, é tão necessária. Na hora de tomar uma decisão, o micro e pequeno empreendedor saber as taxas dela é um fator decisivo. Essa pode ser a diferença entre levar e não levar prejuízo. Estas taxas incluem o aluguel ou preço da maquininha de cartão, e as taxas são pagas por qualquer venda realizada. O aluguel/preço é fixo, mas as taxas de vendas variáveis correspondem a uma porcentagem do valor do produto.

Existem diversos tipos de máquinas de cartão no mercado, desde as mais conhecidas, que aceitam diversos cartões, até aquelas que funcionam através do celular e podem ajudar na hora de economizar.

O aluguel varia conforme o plano e maquininha de cartão contratados pelo empreendedor. Existem maquininhas que você pode comprar por um preço fixo e depois há cobrança só das taxas. Além do aluguel há cobrança nas transações realizadas no débito, crédito à vista e crédito parcelado. Para transações realizadas no débito as taxas variam entre 2% até 3%.

No crédito à vista as taxas variam 2,5% até 3,99%, é preciso considerar o prazo para a liberação dos saldos. Isso porque dependendo do plano escolhido o custo difere se a forma de receber for antecipada ou esperar 30 dias para ter o faturamento. As taxas no crédito parcelado vão de 1,99% até 3,49%, assim como no crédito à vista nem sempre a maquininha de cartão que oferece a melhor taxa será no saldo antecipado.

Atualmente existem diversos planos que as taxas variam conforme a modalidade, alguns planos oferecem taxas para transações no débito mais baixas, outras não cobram o valor do aluguel da maquininha de cartão caso receba determinado valor. É preciso colocar todos os gastos na ponta do lápis para adquirir a maquininha de cartão que mais se adequa às suas necessidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *