Joomla TemplatesWeb HostingWeb Hosting
IGREJA ANGLICANA

  

REVMO. MIGUEL ÂNGELO DE A. UCHOA CAVALCANTI

BISPO DIOCESANO 

 

 

REVMO.  EVILÁSIO TENÓRIO DA SILVA JÚNIOR

BISPO SUFRAGÂNEO DA REGIÃO ECLESIÁSTICA 2

 

 

REVMO. FLÁVIO ADAIR TORRES SOARES

BISPO SUFRAGÂNEO DA REGIÃO ECLESIÁSTICA 1

 

REVMO. EDWARD ROBINSON DE BARROS CAVALCANTI

BISPO DIOCESANO EMÉRITO (IN MEMORIAM) 

 

 

SOMOS PARTE DO GAFCON

 

 

SOMOS FILIADOS À FELLOWSHIP OF CONFESSING ANGLICANS (FCA)

 

 

SOMOS CONVENIADOS À IGREJA ANGLICANA DA AMÉRICA DO NORTE (ACNA)

 

SOMOS MEMBROS-FUNDADORES DA ALIANÇA EVANGÉLICA

 

 

SOMOS MEMBROS DA ASSOCIAÇÃO PRÓ-CAPELANIA MILITAR EVANGÉLICA DO BRASIL (ACMEB)

 

Horário de Brasilia
Contador de Visitas
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1557
mod_vvisit_counterOntem1780
mod_vvisit_counterEssa Semana8369
mod_vvisit_counterÚltima Semana12301
mod_vvisit_counterEsse Mês49123
mod_vvisit_counterÚltimo mês47583
mod_vvisit_counterTodos2056715

Online (Logado a 20 min) 23
Seu IP: 54.166.10.100
,
Hoje é: 28-08-2014 20:15
Home Livro de Oração Comum Brasileiro Ritos Pastorais FUNERAL DE PESSOA ADULTA

FUNERAL DE PESSOA ADULTA

FUNERAL DE PESSOA ADULTA


(NA IGREJA ou VELÓRIO)

O ministro esperará o corpo à porta da igreja, e caminhará à frente dele até à essa, recitando algumas das Frases Bíblicas seguintes; mas se o corpo já estiver depositado na igreja, as exéquias começarão por essa recitação.

O Círio Pascal pode ser colocado aceso junto da essa, como sinal da esperança fundamental na Ressurreição.

Frases Bíblicas

Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto? ( Jo 11, 25-26)

 

Sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. Eu mesmo O verei; os meus próprios olhos O verão e não outros. (Jo 19, 25-27)

 

Não entres em juízo com o teu servo, porque à tua vista não há justo nenhum vivente. (Sl 143,2)

 

Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. (Rm 8, 38-39)

 

Não te lembres dos meus pecados da mocidade, nem das minhas transgressões. Lembra-te de mim, segundo a tua misericórdia, por causa da tua bondade, ó SENHOR. (Sl 25, 7)

 

Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR! (1Tm 6,7; Jó 1 ,21)

 

Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido (1 Cor 13, 12)

 

Porque nenhum de nós vive para si mesmo, nem morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos, somos do Senhor. (Rm 14, 7-8)

 

O Deus eterno é a tua habitação e, por baixo de ti, estende os braços eternos. (Dt 33, 27)

 

Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. (Jo 14, 2)

 

Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.(1Cor 2, 9)

 

Pois, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também Deus, mediante Jesus, trará, em sua companhia, os que dormem. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras. (1Ts 4, 14. 18)

 

Ministro

Ministro:

Oremos.

Pai celestial, deste-nos, em teu Filho Jesus Cristo, uma fé verdadeira e uma esperança firme; ajuda-nos a viver em conformidade com a crença na comunhão dos santos, no perdão dos pecados, e na ressurreição para a vida eterna; aumenta em nós esta fé e esta esperança, cada dia da nossa vida. Mediante Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor.

Todos:

Amém.

Recita-se um dos seguintes salmos: Salmo 23, Salmo 90, Salmo 130.

Salmo 23

O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará.
Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso;

refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam.

Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda.

Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do SENHOR para todo o sempre.

Salmo 90

Senhor, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração.

Antes que os montes nascessem e se formassem a terra e o mundo, de eternidade a eternidade, tu és Deus.

Tu reduzes o homem ao pó e dizes: Tornai, filhos dos homens.

Pois mil anos, aos teus olhos, são como o dia de ontem que se foi e como a vigília da noite.

Tu os arrastas na torrente, são como um sono, como a relva que floresce de madrugada; de madrugada, viceja e floresce; à tarde, murcha e seca.

Pois somos consumidos pela tua ira e pelo teu furor, conturbados.

Diante de ti puseste as nossas iniqüidades e, sob a luz do teu rosto, os nossos pecados ocultos.

Pois todos os nossos dias se passam na tua ira; acabam-se os nossos anos como um breve pensamento.

Os dias da nossa vida sobem a setenta anos ou, em havendo vigor, a oitenta; neste caso, o melhor deles é canseira e enfado, porque tudo passa rapidamente, e nós voamos.

Quem conhece o poder da tua ira? E a tua cólera, segundo o temor que te é devido?

Ensina-nos a contar os nossos dias, para que alcancemos coração sábio.

Volta-te, SENHOR! Até quando? Tem compaixão dos teus servos.

Sacia-nos de manhã com a tua benignidade, para que cantemos de júbilo e nos alegremos todos os nossos dias.

Alegra-nos por tantos dias quantos nos tens afligido, por tantos anos quantos suportamos a adversidade.

Aos teus servos apareçam as tuas obras, e a seus filhos, a tua glória.

Salmo 130

Das profundezas clamo a ti, SENHOR.
Escuta, Senhor, a minha voz; estejam alertas os teus ouvidos às minhas súplicas.

Se observares, SENHOR, iniqüidades, quem, Senhor, subsistirá?

Contigo, porém, está o perdão, para que te temam.

Aguardo o SENHOR, a minha alma o aguarda; eu espero na sua palavra.

A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Mais do que os guardas pelo romper da manhã,

espere Israel no SENHOR, pois no SENHOR há misericórdia; nele, copiosa redenção.

É ele quem redime a Israel de todas as suas iniqüidades.

Procede-se à leitura do seguinte trecho das Sagradas Escrituras ou de outro à discrição do ministro

1Cor 15, 20-26. 35-38. 42-44a . 53-58

Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.  Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos.  Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo.  Cada um, porém, por sua própria ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda.  E, então, virá o fim, quando ele entregar o reino ao Deus e Pai, quando houver destruído todo principado, bem como toda potestade e poder.  Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos pés.  O último inimigo a ser destruído é a morte.

 

Mas alguém dirá: Como ressuscitam os mortos? E em que corpo vêm?  Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer;  e, quando semeias, não semeias o corpo que há de ser, mas o simples grão, como de trigo ou de qualquer outra semente.  Mas Deus lhe dá corpo como lhe aprouve dar e a cada uma das sementes, o seu corpo apropriado.Pois assim também é a ressurreição dos mortos. Semeia-se o corpo na corrupção, ressuscita na incorrupção. Semeia-se em desonra, ressuscita em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscita em poder.  Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual.

 

Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade.  E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?  O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.  Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Portanto, meus amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão.

 

O Sermão, se o houver, pregar-se-á aqui.

Pode-se cantar um hino.

Ministro:

Oremos.

Senhor, tem piedade de nós.

Todos:

Senhor, tem piedade de nós.

Ministro:

Cristo, tem piedade de nós.

Todos:

Cristo, tem piedade de nós.

Ministro:

Senhor, tem piedade de nós.

Todos:

Senhor, tem piedade de nós.

Todos:

PAI nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu Nome, venha o teu Reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje. E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal; Pois teu é o Reino, e o poder, e a glória para sempre. Amém.

O ministro procede à Encomendação e fará as orações que julgue convenientes.

Ministro:

Encomendemos o nosso irmão N. à misericórdia de Deus, nosso Criador e Redentor.

Ministro:

Pai celestial, pelo teu imenso poder deste-nos a vida, e pelo teu amor a renovas em Cristo; confiamos N. à tua guarda misericordiosa, na fé de Jesus Cristo, teu Filho, nosso Senhor, que morreu e ressuscitou para nos salvar, e agora vive e reina conTigo e com o Espírito Santo, em glória para sempre.

Todos:

Amém.

Ministro:

Deus todo-poderoso, Pai de misericórdia, só de Ti nos vem conforto verdadeiro e eficaz; olha com piedade para aqueles que choram, ajuda-os a desabafar conTigo as suas mágoas e a receber o consolo do teu amor. Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.

Todos:

Amém.

 

Ministro:

Senhor, concede-nos sabedoria e graça para usarmos corretamente o tempo que ainda nos dás para vivermos aqui na terra. Conduz-nos ao arrependimento dos nossos pecados, tanto do mal que fizemos como do bem que deixamos de fazer; e ajuda-nos a seguir os passos de teu Filho no caminho que conduz à plenitude da vida eterna. Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.

Todos:

Amém.

 

Ministro:

Deus onipotente, por sua infinita misericórdia, leve todo o povo fiel, tanto os vivos como os que já morreram em Jesus Cristo, a uma alegre ressurreição e à bem-aventurança eterna.

Todos:

Aleluia!   Aleluia!

 

Pode-se cantar um hino ou o

NUNC DIMITTIS

Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra; 

porque os meus olhos já viram a tua salvação, a qual preparaste diante de todos os povos: 

luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo de Israel.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo;

como era no princípio, é agora e será sempre. Amém.

 

O Serviço termina com a GRAÇA ou, se for dirigido por um presbítero, com uma BÊNÇÃO.

O corpo é levado da igreja para o cemitério, onde terá lugar o RITO DO ENTERRO; mas, se o corpo se destinar ao crematório, este rito realiza-se na igreja, com a devida adequação.

(NO CEMITÉRIO)

O ministro recebe o corpo à entrada do cemitério, e caminha adiante dele até à sepultura, recitando Frases Bíblicas apropriadas e os versos seguintes do Salmo 103, alternando com o povo, se possível

 

O SENHOR é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno. Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira.

Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniqüidades.

Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem.

Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.

Como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece dos que o temem.

Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó.

Quanto ao homem, os seus dias são como a relva; como a flor do campo, assim ele floresce;

pois, soprando nela o vento, desaparece; e não conhecerá, daí em diante, o seu lugar.

Mas a misericórdia do SENHOR é de eternidade a eternidade, sobre os que o temem, e a sua justiça, sobre os filhos dos filhos,

para com os que guardam a sua aliança e para com os que se lembram dos seus preceitos e os cumprem.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo;

como era no princípio, é agora e será sempre. Amém.

 

Chegando junto da sepultura, se esta não estiver consagrada, o ministro diz a oração seguinte

Ministro:

Deus todo-poderoso, teu Filho Jesus Cristo, ao ser sepultado, santificou o túmulo para ser leito de esperança do teu povo; abençoa esta sepultura para que seja lugar de descanso, pacífico e seguro, para o corpo do teu servo N.; e faz que a sua alma, livre de todo o vínculo do pecado se alegre para sempre na companhia dos santos. Por amor d'Aquele que morreu, ressuscitou e está vivo para sempre.

Todos:

Amém.

Depois, pode-se fazer uma Leitura das Escrituras e qualquer homilia ou discurso. Pode-se cantar um hino e recitar-se-á o

CREDO DOS APÓSTOLOS

Todos:

Creio em Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra;

E em Jesus Cristo seu único Filho, nosso Senhor: O qual foi concebido por obra do Espírito Santo, Nasceu da Virgem Maria; Padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, Foi crucificado, morto e sepultado; Desceu ao Hades; Ressuscitou ao terceiro dia; Subiu ao céu, E está sentado à mão direita de Deus Pai Todo-poderoso: Donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.

Creio no Espírito Santo;

Na santa Igreja Católica;

Na comunhão dos santos;

Na remissão dos pecados;

Na ressurreição do corpo;

E na Vida Eterna. Amém.

O corpo é colocado na sepultura; enquanto algum dos presentes deita terra sobre ele, o ministro diz

 Ministro:

Tendo confiado o nosso irmão N. à infinita misericórdia e proteção do Senhor, agora entregamos o seu corpo à terra - terra, à terra, a cinza, às cinzas, o pó ao pó - na esperança certa e inabalável da ressurreição para a vida eterna. Mediante nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu, foi sepultado e ressuscitou por nós. A Ele seja dada glória para sempre.

Todos:

Amém. Aleluia! Aleluia!

ou

Ministro:

Entregamos à terra o corpo do nosso querido irmão N. - terra à terra, cinza às cinzas, pó ao pó; e encomendamo-lo ao julgamento justo e misericordioso d'Aquele que conhece inteiramente o coração dos homens, Jesus Cristo, nosso Senhor.

Todos:

Amém.

 

O ministro acrescenta

Ministro:

Jesus disse: "Eu sou a ressurreição e a vida. O que acredita em mim, mesmo que morra, há de viver. E todo aquele que está vivo e acredita em mim, nunca mais há de morrer." (Jo 11, 25-26)

 

Ministro:

Oremos.

Senhor, tem piedade de nós.

Todos:

Senhor, tem piedade de nós.

Ministro:

Cristo, tem piedade de nós.

Todos:

Cristo, tem piedade de nós.

Ministro:

Senhor, tem piedade de nós.

Todos:

Senhor, tem piedade de nós.

 

Todos:

PAI nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu Nome, venha o teu Reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. O pão nosso de cada dia nos dá hoje. E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal; Pois teu é o Reino, e o poder, e a glória para sempre. Amém.

 

Ministro:

Pai eterno, é por tua graça que os teus santos vivem em luz perpétua e paz; lembramos com gratidão aqueles que amamos e já não vemos mais, suplicando-Te que neles se cumpra a tua vontade perfeita. Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.

Todos:

Amém.

 

Ministro:

Pai de misericórdia, teu Filho Jesus Cristo também morreu e foi sepultado, com muitas lágrimas de Maria, sua santa Mãe, e dos seus discípulos. Oramos pelos que choram, para que se não lamentem como quem não tem esperança, mas, crendo que Jesus morreu e ressuscitou por todos nós, aguardem que voltem com teu Filho aqueles seus queridos que n'Ele adormeceram.

Todos:

Amém.

 

Ministro:

Deus todo-poderoso, Senhor dos vivos e dos mortos; concede-nos a nós, que ainda peregrinamos aqui na terra, a graça de conhecermos o teu amor revelado em Jesus Cristo, a de nos arrependermos dos nossos pecados, a de nos mantermos fiéis ao teu serviço, e a de estarmos em santa paz conTigo, quando chegar a nossa hora e as luzes desta vida se apagarem.
Mediante Jesus Cristo, nosso Senhor.

Todos:

Amém.

 

E concluirá assim

Ministro:

Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo nos dê a graça de partilharmos da herança dos santos na glória. E a sua bênção esteja conosco para sempre.

Todos:

Amém. Aleluia! Aleluia!

O serviço termina com a GRAÇA ou, se for dirigido por um presbítero, com uma BÊNÇÃO.

 

Comentários
Busca
Somente usuários registrados podem comentar!

3.26 Copyright (C) 2008 Compojoom.com / Copyright (C) 2007 Alain Georgette / Copyright (C) 2006 Frantisek Hliva. All rights reserved."

 


Artigos Relacionados:

Powered By relatedArticle

Tradutor 53 Idiomas
Logar
toptan su aritma cihazi pompali su aritma cihazi pompali su aritma cihazi sihirli markalar seo uzmani firsat su aritma filtresi su aritma sebili toptan su aritma toptan su aritma cihazlari su aritma