Simulador de empréstimos: como fazer uma simulação grátis

Simulador de empréstimos: como fazer uma simulação grátis

É comum que em momentos de necessidades, recorremos a um empréstimo, mas o que não podemos fazer é contratar este tipo de serviço sem antes analisar bem todas as taxas e condições que ele oferece.

Ao usar um Simulador de empréstimos, você tem acesso a informações como o valor a ser pago mensalmente, o valor final do crédito, as taxas cobradas, e afins.

Simulando um empréstimo, é possível ainda facilitar todo o processo e ajudar com que o crédito seja liberado mais rápido.

Veja abaixo como usar um Simulador de empréstimos de forma totalmente grátis, e como este tipo de ferramenta pode te ajudar.

Como funciona usar um Simulador de empréstimos

Usar um Simulador de empréstimos é muito simples, basta você acessar algum site de alguma instituição financeira de sua escolha que disponibilizam este tipo de ferramenta, e informar:

  • O valor desejado
  • Quantas vezes você poderá pagar

Após confirmar o envio desses dados, já será possível saber o valor das parcelas e as taxas de juros mensais do seu empréstimo.

Ainda, usar um Simulador de empréstimos leva apenas minutos, e o mais indicado é pesquisar em todos os sites possíveis, para comparar as taxas de juros, pois assim, você poderá escolher a mais vantajosa.

O que é um Simulador de empréstimos?

Um Simulador de empréstimos é uma ferramenta encontrada em sites de bancos e financeiras online.

Esta ferramenta veio para facilitar a vida das pessoas, já que oferecendo várias modalidades de crédito, tudo com conforto para que você possa ter acesso diverso informações que são necessárias para a contratação de um empréstimo.

Também, você tem acesso ao resultado da pesquisa de forma instantânea, além de que, em muitos casos, você pode contar com um consultor online para esclarecer suas dúvidas.

Formas de acessar um Simulador de empréstimos

Você pode acessar um Simulador de empréstimos de várias formas, como:

  • Sites de bancos e financeiras.
  • Aplicativos para smartphones;
  • Blogs de empréstimo.

Assim, escolha a opção de Simulador de empréstimos que atenda melhor suas necessidades, e com isso ficará mais fácil ter acesso a todas as informações importantes sobre a linha de crédito que você deseja contratar.

Cartão de crédito: Como controlar seu cartão de crédito

Cartão de crédito: Como controlar seu cartão de crédito

O cartão de crédito é uma ferramenta cada vez mais presente no cotidiano das pessoas, sejam elas pertencentes a qualquer classe social. Com o surgimento em massa de instituições financeiras independentes — que têm tentado se mostrar como alternativa aos grandes bancos comerciais —, têm sido perceptível, a um nível global, um aumento considerável no que diz respeito ao número de pessoas que possuem e utilizam um cartão de crédito.

Tal fenômeno, no entanto, veio acompanhado de um aumento no nível de endividamento e inadimplência, devido às dificuldades que muitas pessoas têm encontrado no momento de pagar suas faturas, sejam elas causadas por problemas de renda e diminuição do poder de compra pessoal, ou até mesmo pelo fato de que os bancos, em alguns casos, disponibilizam às pessoas limites de crédito acima dos recomendáveis. De modo a controlar a utilização de seu cartão de crédito, é muito importante fazer um planejamento e entender que, apesar do fato de que um cartão dá ao usuário a chance de fazer uso de um valor que ele talvez não possua no momento, será necessário, em um momento posterior, pagar pelo crédito utilizado. É justamente este um dos maiores problemas para as pessoas que se endividam com o cartão de crédito — a falta de parcimônia no que diz respeito à utilização da funcionalidade.

Para fazer um bom uso do seu cartão de crédito, é recomendado que você o dedique às despesas fixas do seu orçamento. A partir do momento em que você passa a utilizá-lo com as despesas variáveis, é bem maior a chance de perder o controle (justamente por serem despesas variáveis). Se o cartão de crédito for dedicado às despesas fixas, o seu controle certamente será muito maior, já que variará pouco — ou quase nada — mês a mês.

Lembre-se também de sempre pagar a fatura do seu cartão de crédito antes do vencimento, já que as multas envolvidas costumam ser bem pesadas. Ao seguir estas dicas, sua experiência deverá ser a melhor possível ao utilizar essa função.

Empréstimos simulação: Como fazer simulação de empréstimos?

Empréstimos simulação: Como fazer simulação de empréstimos?

Hoje em dia é muito simples realizar simulação de empréstimos pela internet. Você pode ter as opções disponíveis para o seu perfil em poucos minutos e sem muita burocracia.

Na maioria das vezes as empresas solicitam apenas alguns dados pessoais para conhecer o seu perfil financeiro e já contatam as financeiras parceiras e apresentam as suas opções.

Continue conferindo nosso post e veja como fazer simulação de empréstimos.

 

Realizando simulação de empréstimos

Vamos lhe mostrar a seguir algumas opções de empresas que você pode realizar empréstimos simulação e que são confiáveis e seguras. Confira:

 

1 – Bom para Crédito

O Bom para Crédito é conhecido como o maior shopping de crédito online do Brasil. Você pode realizar simulação de empréstimos online sem nenhuma documentação prévia. No entanto o site solicita o preenchimento de um formulário inicial com as suas informações, para analisar a melhor opção para você.

 

2 – Finanzero

O Finanzero também é um site onde é possível realizar simulação de empréstimos online, em poucos minutos e você já terá em mãos as ofertas de crédito disponíveis para você. Da mesma forma, a intuição oportuniza uma lista de potenciais financiadores para que você escolha a melhor opção para a sua situação financeira.

 

3 – Lendico

No Lendico é possível realizar simulação de empréstimos de R$1.000 até R$ 50.000 reais. O empréstimo é realizado 100% pela internet e os juros são menores que dos bancos. A notícia ruim é que não existe linha de crédito para negativados, mas se esse não é o seu caso, a empresa é uma boa opção.

 

4 – Geru

O Geru, é uma operadora que oferece basicamente os mesmos benefícios das anteriores, mas com opções mais reduzidas de opções de financiadoras. Assim ao realizar simulação de empréstimos pelo Geru, nem sempre o crédito será aprovado. No entanto a operadora afirma que está ampliando a cobertura e que em breve terá mais opções a disposição de seus clientes.

 

A simulação de empréstimos online é confiável?

A maior dúvida de quem pensa em simular um empréstimo online, com certeza é a credibilidade dos sites. As operadoras apresentadas acima são confiáveis, e você pode contratar o seu empréstimo sem problemas. No entanto é importante ficar atento a alguns detalhes.

 

  • Confira sempre se a operadora é credenciada pelo Banco Central do Brasil;
  • Nunca faça nenhum depósito online, ou em contas particulares. Essas operadoras nunca solicitam esse tipo de procedimento;
  • Não empreste seu nome a terceiros;
  • Verifique os órgãos de defesa do consumidor e empresas de reclamações online, veja o que dizem os clientes que utilizaram os serviços;
  • Compare taxas de juros e condições de parcelamento para fazer a melhor escolha.
  • Certifique-se que os contatos são confiáveis, alguns golpistas podem se passar pela empresa para aplicar golpes.

 

Seguindo essas regras simples, você pode realizar a simulação de empréstimos sem nenhuma preocupação. Na realidade as transações online, embora causem muitos receios, costumam ser mais seguras do que as realizadas pessoalmente em um banco. Isso ocorre pois os processos são automatizados e a segurança é redobrada.

Empréstimos para Negativados: É possível fazer um empréstimo estando negativado?

Empréstimos para Negativados: É possível fazer um empréstimo estando negativado?

No mundo das finanças, muitas vezes nos vemos em situações nas quais precisamos rapidamente de crédito, e juntamente com a necessidade vem a dúvida: Será que as empresas costumam conceder empréstimos para negativados?

Nos últimos anos, têm se constatado uma tendência no Brasil: Cada vez mais pessoas encontram-se em situação de inadimplência — já são mais de 60 milhões de pessoas, segundo dados de 2018. Um fato curioso é que, muitas vezes, alguns simples empréstimos para negativados (que tenham condições e taxas adequadas) seriam capazes de resolver — ao menos parcialmente — o problema.

É perceptível que é mais difícil encontrar uma empresa que conceda empréstimos para negativados. Porém, atualmente algumas instituições trabalham com esse tipo de crédito. Ao constatarem essa necessidade de diversas pessoas em diferentes partes do mundo, as empresas têm obtido lucros consideráveis neste tipo de operação. Algumas delas, inclusive, fornecem dicas valiosas para que as pessoas possam cumprir os prazos de pagamento das parcelas de uma forma sustentável.

O que eu devo fazer antes de entrar em contato com uma instituição que conceda empréstimos para negativados?

É certo que todas as pessoas que estão negativadas desejam sair dessa condição o mais rápido possível. É importante, no entanto, seguir algumas etapas antes de procurar por empréstimos para negativados. As principais delas são:

Analise o tamanho de sua dívida e sua capacidade de financiá-la. Somente assim será possível estabelecer um plano para evitar que um novo empréstimo piore ainda mais sua situação.

Pesquise bem as condições de cada empresa. Existem companhias que praticam condições e valores superiores quando comparados com aqueles que comumente ocorrem no mercado, já que quando se trata de empréstimos para negativados, há a equivocada crença geral de que nesses casos os indivíduos sempre são maus pagadores, o que nem sempre é verdade; é possível que a negativação tenha ocorrido por problemas conjunturais da economia.

De modo geral, é possível sim obter empréstimos para negativados — e sem grandes complicações. O processo pode ser, de fato, um pouco mais complicado, porém, com uma pesquisa robusta é possível consegui-lo sem problemas.

Empréstimo consignado: o que é empréstimo consignado?

Empréstimo consignado: o que é empréstimo consignado?

Você tem interesse em pedir um empréstimo consignado, mas não tem certeza se a modalidade de crédito é a ideal para você? Não se preocupe, pois vamos tirar todas as suas dúvidas aqui.

Os trabalhadores com carteira assinada, são funcionários públicos ou recebem algum benefício do INSS têm direito a fazer um empréstimo consignado.

Por ser uma opção mais barata, será que vale a pena partir para esse tipo de crédito? É o que você vai descobrir neste artigo. Acompanhe!

O que é empréstimo consignado?

É o empréstimo que desconta diretamente do pagamento mensal do trabalhador ou do beneficiário do INSS. Ou seja, quando você solicita um empréstimo consignado, as parcelas da dívida são retiradas de sua conta assim que o dinheiro cai.

Além de não ter como você esquecer de quitá-las, essa é uma maneira dos bancos e financeiras se protegerem contra falta de pagamento, pois o risco é bem menor. Outra coisa que pode tornar essa modalidade de crédito consignado interessante são os juros mais baixos que um empréstimo pessoal.

Quem tem direito ao empréstimo consignado?

Como mencionado, as parcelas da dívida desse tipo de crédito são descontadas automaticamente do pagamento recebido todo mês. Isso significa que somente alguns podem solicitar, como:

  • trabalhador com carteira assinada;
  • funcionário público;
  • pensionistas e aposentados do INSS.

O funcionário privado só poderá ter acesso ao crédito consignado, caso a empresa onde trabalha for conveniada a algum banco.

Vale a pena pegar um crédito consignado?

Tudo vai depender da sua necessidade. O empréstimo consignado possui taxas mais baratas, facilidade para contratar e prazos longos, sendo uma alternativa para quem pretende abrir um negócio, fazer a reforma da casa ou pagar uma dívida cara, como a do cheque especial ou do rotativo do cartão de crédito.

Para que o consignado não se torne uma dor de cabeça, é preciso ter certeza de que o dinheiro que sairá de seu pagamento todo mês não vai comprometer as outras contas.

Deixar alguém pedir empréstimo consignado em seu nome, contratar para compras do dia a dia ou para fazer uma aplicação financeira não valem a pena. Melhor rever seu orçamento e, principalmente não deixar ninguém usar seu nome para esse tipo de coisa, já que se algo der errado, quem pagará será você.

Além de não poder adiar a quitação, o cliente precisa avaliar outras desvantagens, como:

  • risco de perder o emprego – Nesse caso, terá que quitar toda a dívida de uma vez só ou renegociar com a credora, o que significa trocar o consignado por empréstimo pessoal e pagar juros maiores;
  • ser pego de surpresa por algum imprevisto – despesas médicas, viagens de urgência, reforma além do combinado, etc.

Em uma emergência, você acredita que é possível usar seu dinheiro sem arriscar a dívida do crédito consignado?

Caso você seja aposentado ou pensionista, existem regras definidas pelo INSS para a contratação dessa linha de crédito.

Agora que você sabe o que é empréstimo consignado e quando que vale a pena contratar, acredita que é a melhor modalidade para você?